Câncer de cólon: sintomas importantes que todos deveriam saber

O câncer de cólon (ou câncer colorretal) é uma das formas mais proeminentes e perigosas de câncer. Começa com o acúmulo de pólipos ao longo da parede do cólon. À medida que esses pólipos se reproduzem, podem causar sérios problemas digestivos. Caso os pólipos permaneçam benignos (não cancerosos), podem apresentar algum desconforto leve. No entanto, caso se tornem cancerosos e se espalhem, podem se tornar um risco de vida

Uma das razões pela qual o câncer de cólon é tão mortal é por ser difícil de se detectar. Como este artigo mostrará, os primeiros sinais de câncer de cólon são fáceis de confundir com outros problemas de saúde muito menos perigosos, como a gastroenterite ou a síndrome do intestino irritável (é por isso que homens e mulheres adultos devem fazer exames de Câncer de cólon). Dito isso, quais são alguns dos sintomas do câncer colorretal?

1. Constipação

Dificuldade em ter movimentos intestinais regulares pode ser um sinal de muitos problemas. Tecnicamente, isso geralmente significa que o paciente não está recebendo fibra e/ou não está bebendo água suficiente. Sem fibra e água suficientes, os intestinos podem ficar secos, dificultando a movimentação eficiente do bolo fecal através e para fora do corpo.

No entanto, a constipação também pode ser um sinal de problemas maiores, como câncer de cólon. Isso ocorre porque a presença de pólipos no cólon podem retardar o progresso do bolo fecal , tornando mais difícil passá-lo para fora do corpo. Se você luta regularmente contra a constipação, converse com seu médico sobre fazer o teste para câncer colorretal.

2. Diarréia

Quando se trata de problemas com a digestão, a diarréia e a constipação estão em extremos opostos desse espectro. Enquanto a constipação geralmente é o resultado de não ingerir fibras ou água suficiente na dieta, a diarréia pode ser o resultado de hidratação excessiva. Pode ser também o resultado de uma doença, como a gripe, que impede o corpo de absorver efetivamente os nutrientes.

A diarréia também pode ser um sinal precoce de câncer de cólon. Isso porque a presença de pólipos ou tumores no cólon pode impedi-lo de processar efetivamente os resíduos alimentares, o que significa que estes assumem uma forma líquida. Se isso acontece com você com frequência, é uma boa ideia falar sobre esse problema com seu médico.

3. Fezes com formato estranho

De um modo geral, a forma ideal para as fezes é longa, sólida e cilíndrica, o que é uma indicação de que o corpo absorveu todos os nutrientes necessários antes de liberar suavemente os resíduos do corpo através do cólon. Então, o que significa se suas fezes parecem drasticamente diferentes disso?

Fezes de formato estranho podem indicar que há um problema com o cólon. Por exemplo, se as fezes forem pequenas ou em forma de fitilho, pode ser uma indicação de que os resíduos do corpo passaram por um obstáculo ou mesmo uma série de obstáculos, como pólipos ou tumores. Se você costuma notar que suas fezes assumem uma forma estranha, converse com seu médico sobre o problema.

4. Dificuldade nos movimentos intestinais

Normalmente, um indivíduo deveria ter um ou dois movimentos intestinais por dia e esses movimentos intestinais deveriam ser algo bem natural em termos de esforço; em outras palavras, não deve ser mais difícil defecar do que mastigar alimentos, engolir, urinar ou realizar outras funções corporais diárias.

Se, no entanto, ir ao banheiro for sinônimo de dor ou desconforto significativo, pode haver algum problema. Se for difícil eliminar os resíduos do corpo, isso pode ser um sinal de que algo dentro do cólon, como pólipos ou tumores, o está bloqueando. Se esses bloqueios são cancerosos, sua saúde pode estar ameaçada. Por esse motivo, é importante conversar com seu médico caso você tenha dificuldades rotineiras durante os movimentos intestinais diários.

5. Desconforto abdominal

A dor abdominal não é particularmente anormal. Para muitas pessoas, pode resultar da ingestão de um tipo específico de alimento (por exemplo, mesmo pessoas muito saudáveis podem ter desconforto abdominal depois de comer alimentos como feijão, brócolis ou couve de Bruxelas). Mas isso não deveria acontecer o tempo todo e, se acontecer, pode ser um sinal de que existem problemas maiores por trás desse sintoma.

Isso ocorre porque a dor ou desconforto abdominal pode ser o resultado de um bloqueio no cólon. Se esse bloqueio for o resultado de um tumor cancerígeno, você poderá estar em sério perigo. Se as cólicas abdominais se tornarem especialmente dolorosas, pode ser um sinal de que o tumor se espalhou ou até mesmo perfurou a parede do intestino. Neste último caso, é importante procurar ajuda médica imediatamente.

6. Sangue nas fezes

Para muitas pessoas, há poucas imagens mais preocupantes do que ver sangue em suas próprias fezes após uma ida ao banheiro. No entanto, na maioria das vezes, isso não é nada para se preocupar. Por um lado, muitas vezes não é sangue, mas simplesmente uma descoloração das fezes causada pela ingestão de algum tipo de alimento (como beterraba ou algo que foi colorido com corante alimentar). Em outros casos, é apenas o resultado de uma pequena lesão em algum lugar do cólon ou do reto, geralmente como resultado de constipação.

Ainda assim, o sangue nas fezes deve ser um sinal de alerta, especialmente se aparecer com frequência. Na verdade, isso pode ser um sinal da presença de tumores no cólon; à medida que os tumores crescem ou se espalham, eles são dilacerados pelos resíduos que passam pelo intestino, levando sangue vermelho vivo nas fezes. Embora o sangue nas fezes nem sempre seja um sinal de câncer de cólon, é motivo suficiente para procurar o seu médico.

7. Perda de peso repentina

A perda repentina de peso pode acompanhar o surgimento do câncer de cólon, mas raramente é um sinal direto do problema. Na verdade, a perda de peso geralmente é resultado de outro sinal de câncer colorretal: desconforto ou dor abdominal. Simplificando, caso se torne muito desconfortável ou doloroso a digestão de alimentos ingeridos, um indivíduo conscientemente ou mesmo inconscientemente diminuirá ou interromperá o consumo de alimentos.

Este é um problema por vários motivos. Em primeiro lugar, se a causa do desconforto abdominal por câncer de cólon, comer menos e perder peso só agrava o problema, privando o corpo de nutrientes necessários, como fibras. Portanto, se você está perdendo peso e comendo menos por causa de desconforto ou dor abdominal, procure o seu médico o mais rápido possível.

8. Idas frequentes ao banheiro

Todos nós já passamos por situações que precisávamos ir ao banheiro frequentemente. Em alguns casos, como quando alguém possui um quadro de  gastroenterite, isso é normal, mesmo que seja realmente muito irritante.

Mas ir muito ao banheiro não deveria ser uma provação diária. Se for, pode ser um sinal de que há algo errado com o processo digestivo, talvez envolvendo o cólon. As pessoas com câncer de cólon podem ir ao banheiro excessivamente porque pólipos ou tumores cancerosos estão impedindo que os resíduos alimentares sejam facilmente eliminados do corpo. O resultado é uma sensação contínua de que é preciso ir ao banheiro, mesmo que não tenha passado muito tempo desde a sua última ida. Se esse problema parece familiar, converse com seu médico sobre fazer o teste de câncer de cólon.

9. Sentir-se inchado ou com muitos gases

Não é muito raro as pessoas sofrerem de gases ou a sensação de estarem inchadas; muitas vezes, isso é o resultado de comer alimentos que são difíceis para o corpo processar. Também pode ser um sinal de que alguém tem síndrome do intestino irritável, o que significa que seu corpo tem dificuldade para decompor adequadamente uma ampla variedade de alimentos.

Mas sentir-se estufado ou com gases também pode ser um sinal de câncer colorretal. Isso porque o câncer de cólon geralmente surge através de tumores cancerígenos no intestino grosso e esses tumores atuam como obstáculos na passagem dos resíduos digestivos. À medida que os resíduos se acumulam no cólon, podem causar gases, sentimento de estar inchaço e desconforto em geral. Se este for um problema frequente para você, converse com seu médico sobre fazer o teste para câncer colorretal.

10. Sentir-se cansado frequentemente

A fadiga constante é um problema para milhões de americanos e pode ser o resultado de diferentes condições. Pode ser o sinal de algum tipo de vírus, pode indicar que alguém está tendo problemas com o sono ou pode ser simplesmente um sinal de que ainda não tomou sua dose diária de cafeína.

Mas uma letargia profunda também pode ser um sinal do aparecimento de câncer de cólon. Isso ocorre porque o câncer de cólon geralmente surge através do desenvolvimento de pólipos cancerosos que podem ser dilacerados e sangrar com a passagem de resíduos alimentares. Se esse sangramento ocorrer com frequência, o indivíduo pode começar a sentir os efeitos da anemia, geralmente deficiência de ferro causada pela perda de sangue. Em essência, se você vê sangue nas fezes regularmente e se sente mais cansado do que o normal, é hora de procurar um médico e fazer o teste de câncer de cólon.

11. Falta de ar

Assim como a anemia, dificuldade para respirar pode ser outro sinal de que está ocorrendo algum sangramento interno. Particularmente, é um sinal de um sangramento lento que geralmente ocorre com câncer de cólon devido ao rompimento de pólipos cancerosos.

Ao falar com o Reader’s Digest, Patricia Raymond, MD, explica o porquê desse sintoma ocorrer: “Se você não está sangrando agressivamente ou vomitando sangue, seu corpo coloca mais plasma no sangue sem produzir mais ferro ou glóbulos vermelhos”, diz ela, “o que impede que você perca sangue em grandes volumes, mas reduz a capacidade do sangue de transportar oxigênio, e é por isso que você pode ter falta de ar”.

12. Infecções urinárias frequentes

As infecções do trato urinário, também conhecidas como infecções urinárias, são uma condição comum que possui sintomas, como dor ou ardor ao urinar, urgência, cólicas e incontinência (perda do controle da bexiga). As mulheres são mais propensas a experimentá-los, mas também podem afetar os homens.

Normalmente, eles são causados por uma infecção bacteriana. Mas se ocorrem com frequência, e os sintomas incluem principalmente urgência e incontinência, pode ser um sinal de que há câncer no cólon que cresceu a ponto de pressionar os órgãos que o cercam, incluindo a bexiga.

13. Náusea ou vômito

Náuseas e vômito podem ocorrer por vários motivos, incluindo gastroenterite, alergias alimentares ou um efeito colateral de tomar certos medicamentos. Certamente nosso primeiro pensamento não seria que é devido ao câncer de cólon, mas pode ser.

Quando um tumor no cólon, particularmente na área mais próxima dos intestinos, causa uma obstrução intestinal, pode dificultar ou impedir a passagem de sólidos, líquidos e gases. Isso pode levar a sintomas de inchaço e constipação (mencionados anteriormente), mas também pode fazer com que o indivíduo afetado sinta náuseas ou até vômito.

14. Fígado aumentado

Em alguns casos, o câncer de cólon pode se espalhar para outras áreas do corpo. Um desses órgãos para o qual normalmente se espalha é o fígado. Isso é conhecido como câncer de cólon metastático, ou estágio IV. Embora esta seja uma forma de câncer em estágio avançado, às vezes pode passar despercebida por não apresentar sintoma algum que indique um problema.

No entanto, quando os sintomas estão presentes, uma maneira de se apresentar é através de um fígado aumentado, o que pode causar desconforto na parte superior direita do abdômen. Além disso, a icterícia (onde a pele e o branco dos olhos assumem uma cor amarelada) pode ocorrer devido ao bloqueio dos ductos biliares no fígado.

15. Inchaço dos gânglios linfáticos

Além do fígado, o câncer de cólon também pode se espalhar para os gânglios linfáticos. Localizados em todo o corpo em áreas como pescoço, axilas e virilha, os gânglios linfáticos são “… parte de um sistema de tubos e glândulas no corpo que filtra o fluido corporal e combate  infecções”, diz o Cancer Research UK.

Como o acúmulo de células cancerosas pode impedir que o fluido linfático escoe pelo sangue como faria normalmente, os gânglios linfáticos tendem a ficar inchados ou duros. Isso pode levar ao que é conhecido como linfedema, que é mais comumente caracterizado por retenção de líquidos e inchaço na área dos gânglios linfáticos afetados.

Avatar

ActiveBeat Português

X